Home  /  Sexualidade Terapia Sexual

Terapia Sexual

O sexo é ainda um dos gêneros mais baratos. Porém, no ministério da economia da sexualidade ainda reinam os “padres Marcelos” da vida.
A inflação, indexada ao sentimento de culpa e ainda amedronta pobres beatos que estão sempre em dívida com suas prestações intermináveis.
O corpo, esse desconhecido que conhece tão bem a dor e desconhece o mal conhecido prazer.
A escravidão das contrações musculares, que malham um corpo esteticamente correto se sobrepõe a liberdade da beleza dos espasmos musculares ritmados e melódicos da sintonia do gozo.
“O prazer pelo desprazer”.
O amor também é ainda um dos gêneros mais baratos. Porém brota da mesma essência que o ódio e a linha que separa esses dois irmãos gêmeos é tênue e frágil. No terreno da fantasia o amor transita livremente, mas o sexo em campo minado.
Na dança das relações humanas, o amor e o sexo podem transitar por coreografias diferentes. Alguns dançarinos podem sintonizar um tango perfeito, mas a maioria de nós mortais comuns não desenvolve essa habilidade.
Em tempo de micro celular, Internet, e globalização, o simples diálogo, o olho no olho e o toque delicado parecem ter ficado esquecidos na gaveta junto com as amareladas cartas de amor.
A fertilização na proveta, a micro manipulação do espermatozóide direciona a reprodução para além do sexo, do gozo e do beijo apaixonado.
Ganha-se aqui, perde-se lá.
O tema amor e sexualidade foram, é, e será sempre um grande mistério.
“Terapia sexual” sensibiliza, reverbera e amplia o mágico mundo da comunicação entre dois seres que se gostam e se desejam.
Vinícius dizia: “A vida é a arte do encontro embora haja tanto desencontro pela vida”.
E aproveitando o nosso querido poeta...
...e que não seja imortal porto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure (ou enquanto “duro”)!

Depoimentos


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 61

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 43
Com todos os papéis de supermulher que temos que cumprir hoje em dia fica difícil não fazermos juz ao rótulo de complicadas. Quer saber, eu sou complicada sim. Adoro um “Ismo” na minha vida, Romantismo, sentimentalismo... O importante é se sentir inteira, aceitando os defeitos e principa...

Sheila Mello - bailarina e atriz - 28.08.09

DST

Gravidez

Implantes

Métodos Contraceptivos

Menopausa

Menstruação

Saúde da Mulher

Sexualidade