Home  /  Sexualidade Rompendo os Medos

Rompendo os Medos

O início da vida sexual, principalmente entre as jovens, pode ser difícil, devido às dúvidas que ocorrem com essa experiência.

Um dos sentimentos mais fortes nessa situação é o medo. As mulheres começam a vida sexual com medo de que o hímen se rompa, da dor que possam vir a sentir, do sangramento que pode ocorrer, de uma gravidez indesejada, do que pode acontecer, da reação do pai e da mãe, etc.

Na verdade, o medo é um sentimento que atrapalha significativamente a preparação adequada da genitália da mulher. O medo qualquer que seja ele (principalmente o medo de não se desempenhar bem) libera substâncias (adrenalina) que dificultam a resposta sexual (o desejo, a ereção, o orgasmo e a ejaculação, que fica muito rápida). Medo , expectativa intensa e ansiedade são inimigos do "bom sexo". Então, vamos falar um pouco sobre esses medos e sobre como eles podem ser evitados. Em primeiro lugar, vamos falar sobre o medo do hímen. Na verdade, o hímen é uma membrana muito fina, que não provoca dor ao ser rompida.

O que pode provocar dor é o medo, que faz com que a mulher contraia seus músculos; essa contração pode ser forte a ponto de impedir qualquer passagem pela vagina. A hemorragia de que se fala também não ocorre; o que pode acontecer é um pequeno sangramento. Portanto, é preciso que você se contraia muito, que fique muito rígida, para sentir alguma dor e ter um sangramento um pouco maior.

Outro ponto importante é o ambiente onde a relação vai acontecer. De modo geral, não é recomendável iniciar-se a vida sexual em ambiente tenso ou com possibilidade de que alguém apareça, como o carro ou o quarto de seu namorado. Para que você possa se entregar a essa experiência amorosa e sexual, é necessário um ambiente relaxante.
É essencial, também, conhecer bem seu corpo, suas ansiedades, seus tabus e seu momento. Isso a ajudará a ter uma relação sexual relaxante e prazerosa, mesmo sendo a primeira vez.

Sem dúvida, um dos grandes fantasmas que rondam e ficam de tocaia, nas primeiras relações sexuais, é a gravidez. Como o sexo é uma experiência espontânea, tranquila, que pode acontecer quando menos se espera, é fundamental o uso de método anticoncepcional eficiente e seguro.

Portanto, quando você perceber que está começando a ficar mais interessada em sexo com seu namorado, achando que a qualquer momento poderá acontecer uma relação sexual, procure um ginecologista. Sob orientação médica, adote um método anticoncepcional eficiente para que você possa ficar tranquila e relaxada, iniciando melhor sua vida sexual.

A pílula anticoncepcional, ou pílula de baixa dosagem, geralmente prescrita para adolescente, é um método muito eficiente. Mas não podemos nos esquecer da importância do uso do preservativo, ou "camisinha", como proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, como gonorréia, sífilis, AIDS e outras.

Não se esqueça: é necessário evitar tanto a gravidez como as doenças sexualmente transmissíveis! Em países mais evoluídos, como o Canadá, os jovens são orientados a usar o preservativo para evitar as doenças sexualmente transmissíveis e a AIDS e a pílula para prevenir a gravidez indesejável.


Depoimentos


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 61

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 43
Conhecer o Dr. Malcolm foi além de uma relação médico-paciente: ele me fez sentir parte da evolução de uma medicina para as mulheres que tornou a minha vida muito melhor. Após 6 anos de uso do implante, posso afirmar que os usuais desconfortos que envolvem a menstruação nunca mais apa...

Ana Hickmann - Modelo - 03.07.07

DST

Gravidez

Implantes

Métodos Contraceptivos

Menopausa

Menstruação

Saúde da Mulher

Sexualidade