Home  /  Sexualidade Na Auto-Estima Anatomia é Destino

Na Auto-Estima Anatomia é Destino

Acredito que a anatomia e a fisiologia nos fazem mais a cabeça do que se possa imaginar. Acredito que até fornece o modelo para nossa experiência no mundo.

E qual é a metáfora básica da mulher.
É o mistério, o oculto.
Seus órgãos genitais são de uma factual invisibilidade.
E esse fato sugere a maior subjetividade do mundo feminino.
Existe uma ilusória certeza masculina de que a objetividade e a lógica racional dominem nossa vida.
Por quê?
A objetividade do pênis.

Mas as mulheres dominam soberbamente o emocional e o sexual.
As mulheres tendem a ser mais realistas e menos obsessivas por causa de suas tolerâncias com a ambiguidade que aprendem com a incapacidade de aprender com seu próprio corpo.
Aceitam a limitação do conhecimento como sua condição natural, uma grande verdade que um homem talvez leve uma vida para alcançar.

E esse insuportável mistério do corpo feminino aplica-se a todos os aspectos das relações homem-mulher.
- Que aparência terá aí dentro?
- Ela tem orgasmo? Ou finge?
- É mesmo meu filho?
- Quem de fato foi meu pai?

A visibilidade genital do homem é uma das principais origens de seu desejo científico, metodológico, estatístico e matemático.

A mulher é velada!
O corpo de toda mulher contém uma célula da noite, do atávico, do arcaico onde todo conhecimento científico deve parar.
Esse é o profundo significado do STRIP-TEASE, uma dança sagrada de origem pagã que como a prostituição o cristianismo jamais conseguiram liquidar.

A dança do homem é esdrúxula e palhaça.
Já foi ao clube das mulheres? É um circo!
Risadas e gritos. Um barulhão.

Já entraram em um strip de mulher?
Mágico, silencioso, hipnotizante.

Porque a mulher nua leva para fora do palco uma ocultação final.
Aquela sombria escuridão daquela caverna sagrada de onde viemos.

O tabu sobre o corpo da mulher é tabu que paira sobre o lugar da magia.
Mantém a imaginação, lobotomizem o cérebro, castrem e operem.
Aí os sexos serão iguais.

No feminino o verbo amar e sexuar se conjugam mais no tempo sendo a continuidade do afeto quase indispensável para gerar a magia da intimidade e da paixão.

É isso que ela entende por amor e sexo; assim qualquer proposta de “sedução” dirigida a ela fora dessas propostas de convívio e de intimidade “progressiva” ao invés de envaidecê-la pode até significar um “insulto”.

O melhor caminho entre a anatomia do corpo masculino e do corpo feminino não é a “linha direta”; é o caminho das águas com suas sinuosidades.

O decisivo é a curtição de lenta combustão.
Destinar um destino pouco óbvio para essa aproximação.
Assim são as mulheres.

O homem que a mulher idealiza e projeta esta longe de ser o bicho homem cheio de performances sexuais, músculos, assobios obscenos e desejos óbvios e diretos.
Em resumo as mulheres resolvem sua fissura de entrega espiritualizando-a.

O seu destino amoroso e sexual vem delineado pela sua anatomia e pela fisiologia de seus hormônios sexuais.
Ou seja, a mulher da mesma forma que o amor e a natureza é pura contradição.

Depoimentos


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 61

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 43
Com todos os papéis de supermulher que temos que cumprir hoje em dia fica difícil não fazermos juz ao rótulo de complicadas. Quer saber, eu sou complicada sim. Adoro um “Ismo” na minha vida, Romantismo, sentimentalismo... O importante é se sentir inteira, aceitando os defeitos e principa...

Sheila Mello - bailarina e atriz - 28.08.09

DST

Gravidez

Implantes

Métodos Contraceptivos

Menopausa

Menstruação

Saúde da Mulher

Sexualidade