Home  /  Saúde da Mulher A Endometrinose: O Fantasma do Fim do Século

A Endometrinose: O Fantasma do Fim do Século

É uma doença benigna, isto é, não é câncer. Porém causa estragos razoáveis quando não é diagnosticada no início.
Sua causa é creditada as alterações Imunológicas e comportamentais da vida da mulher moderna.

Imunológicas porque um exército de defensores na limpeza do organismo não passa o aspirador nas regiões onde células se desenvolvem.

Comportamentais porque as mudanças da vida da mulher colocam a gravidez e a maternidade no seu devido lugar, ou seja, como apenas uma das várias gratificações do mundo feminino.
Engravidar quando quer, de quem quer, pelo motivo que quer.
Amamentar o tempo que quiser sem se sentir culpada e menstruar mensalmente.

As mulheres atuais menstruam dez vezes mais que nossas bisavós, durante sua vida reprodutiva (15 – 45).
“Ganha-se aqui, perde-se lá”. A mulher moderna usa o celular, mas talvez não se comunique! Olho no olho, o toque afetivo e as ridículas cartas de amor que estão nas gavetas amarelando.
É o processo e a tecnologia que trouxe benefícios, mas também efeitos colaterais.

Mas a Endometriose veio para ficar. Temos que tentar evitá-la. Converse com seu médico e não se esqueça: vivemos hoje a medicina preventiva.
Refluxo de sangue menstrual. Isso ocorre em todas as mulheres que menstruam.
Porém quando é excessivo o número de menstruações fica difícil se defender.

Por isso, leitora, compreenda. É simples.
Quanto mais menstruações, mais chance de ter endometriose, dor e infertilidade.

É por isso que no passado existia pouco dessa doença.
Mas que doença é essa com nome tão estranho?
É uma doença nova?
É uma doença muita antiga, mas que no passado ocorria raramente, não despertando muito interesse, até porque sua incidência era baixa.
Hoje, nos países desenvolvidos, cerca de 15% das mulheres tem endometriose.

Em outros, número uma em seis mulheres terão a doença, o que não deixa de ser preocupante.
É hoje causa principal de infertilidade feminina e dor pélvica durante a menstruação.

Além disso, a doença pode promover dor durante as relações sexuais.
Essas dores se não tratadas podem levar até a uma aversão sexual e determinar problemas mais graves, como depressões ou abuso de drogas até complicações no casamento.

Intimamente ligada à menstruação a endometriose se inicia em consequência da presença de fragmentos do revestimento interno do útero (endométrio) que chegam até ali levados pelo sangue menstrual, conduzidos por uma marcha à ré do conteúdo menstrual através das trompas.

Marcha à Ré?
É. Isso mesmo! Uma porcentagem do conteúdo menstrual se movimenta. Para trás mesmo!

Depoimentos


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 61

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 43
Desde quando comecei a usar implante, houve um equilíbrio no meu organismo. Hoje em dia não consigo ficar sem usá-lo. Além de prevenir o risco de gravidez e acabar com a famosa TPM, tem benefícios estéticos.

Raica Oliveira - Modelo - 30.07.08

DST

Gravidez

Implantes

Métodos Contraceptivos

Menopausa

Menstruação

Saúde da Mulher

Sexualidade