Home  /  Implantes Fechando uma Porta

Fechando uma Porta

Reprodução em nível humano é diferente do reproduzir-se em nível animal. Ser mãe e ser pai mobiliza sentimentos, emoções e projeções.

Existe um significado nesse projeto. Para as mulheres ser mãe é algo associado a ser mulher.

Existe uma identidade na experiência e na vivência de uma gravidez.
Para o homem engravidar uma mulher simboliza força, virilidade e poder.
Por todos esses motivos não podemos esquecer que quando optamos por uma esterilização cirúrgica estamos mobilizando emoções e remexendo em sentimentos muitas vezes fora do alcance de nossa consciência racional.

Um dos procedimentos mais comuns no nosso país é a laqueadura de trompas (a esterilização da mulher). Asseguro que este procedimento não é inócuo física e psicologicamente.

Obviamente, também se reflete no comportamento social. E, o que é pior, a laqueadura é realizada durante o parto e decidida na gravidez.

Como já disse, o estado gestacional desorganiza e fragiliza. Nem a mulher nem o homem conseguem passar pela experiência da gravidez livres de instabilidade no seu processo racional. Decidem, sim, movidos pela emoção, sentimentos e projeções do momento. Assim, o arrependimento é comum.

Tanto em clínicas particulares quanto no ambulatório da Faculdade de Medicina do ABC é muito alto o índice de pessoas que se arrependem por ter feito vasectomia e laqueadura. Isto acontece porque é muito diferente não querer ter filhos de não poder ter filhos.

As sequelas também podem ser físicas quando essa cirurgia compromete a circulação do ovário. Existem DIU e ótimas pílulas anticoncepcionais, por isso é preciso refletir muito sobre a esterilização. Fechar a porta definitivamente é bastante depressivo. “Desta água não beberei” é uma afirmação perigosa, por isso, minhas caras leitoras, independentemente da idade e do número de filhos, evitem este procedimento. Procurem dar preferência, hoje, aos excelentes métodos não definitivos.

Os métodos hormonais como a pílula de baixa dosagem, as injeções ou os nossos implantes que são colocados embaixo da pele e funciona como um “chip”, além de eficiente efeito anticoncepcional são benéficos na proteção do câncer e de problemas do ciclo.

Depoimentos


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 61

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/drmal031/public_html/modules/mod_rsmonials/mod_rsmonials.php on line 43
Fiz o implante há tres anos e é incrível como minha vida mudou. Foram vários benefícios; as enxaquecas que eram muitas, diminuíram ; o inchaço no corpo também sumiu. Eu, que trabalho com o vídeo, estou sempre exposta à luz e preciso estar em forma. Sem falar que é verdade: a TV engord...

Carla Regina - Atriz - 30.07.08

DST

Gravidez

Implantes

Métodos Contraceptivos

Menopausa

Menstruação

Saúde da Mulher

Sexualidade